• RF

O Colar da Rainha

Atualizado: Out 1

Título: O Colar da Rainha

Autor: Alexandre Dumas

Editora: Nova Fronteira

Classificação indicativa: Livre

Gênero: Clássicos


"Na verdade, se é fato comprovado que as verdades bem claras, bem lúcidas, são as únicas a se popularizarem de imediato, é igualmente comprovado que os mistérios exercem uma atração todo-poderosa sobre os povos."


O caso do colar de diamantes, que envolveu a rainha Maria Antonieta, já foi anteriormente discutido aqui (link: https://bit.ly/2Ml3yiI), mas vamos relembrá-lo rapidamente:

Aproveitando-se da paixão da rainha francesa por jóias, a coroa francesa sofre um golpe de uma compra que nunca foi feita de um valiosíssimo colar de diamantes, que causaria uma mancha maior na imagem de Maria Antonieta, graças à tramóia da Condessa de La Motte, que, com falsificações de contatos e até com uma sósia da rainha, pretendia ficar com o colar, desmontá-lo e vender seus diamantes, enquanto a conta era paga pela coroa.

A ideia era boa, mas Jeanne foi desmascarada, e punida, sendo marcada com ferro quente em praça pública. Os demais envolvidos também foram presos e julgados, mas nem todos cumpriram tão severa pena. E o colar foi perdido para sempre, sem nunca ter sido usado por ninguém.

Alexandre Dumas, com sua vertente de escritor de romances históricos, explorou o famoso caso em seu livro "O Colar da Rainha", um clássico pouco conhecido do autor, mas que faz parte de uma série de livros intitulada "Memórias de um Médico", que enfoca em acontecimentos que gerariam a Revolução Francesa.


Nesta obra, com um retrato idealizado da rainha francesa, o autor traz a loucura da nobreza francesa da época, criando um elo estreito entre a ficção e a realidade, o maior de seus talentos narrativos.


A personagem central é Nicole Legay, que é a sósia contratada pela condessa La Motte. Ela adota o nome de Oliva e sua aparência tão semelhante com Maria Antonieta a torna perfeita para enganar o Cardeal de Rohan, que, na tentativa de conquistar as graças da rainha, toparia a transação para adquirir a jóia.


O escândalo é exposto nessa curta narrativa de 80 páginas, de forma leve e ainda contendo os detalhes mais relevantes que seriam responsáveis na derrocada da imagem da família real, e, especialmente de Maria Antonieta.


O clássico é leitura obrigatória para os fãs de Alexandre Dumas, e também para quem tem curiosidade de como os fatos que antecederam a Revolução Francesa puderam e foram representados na literatura posteriormente.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo