Livros

Conheça mais sobre as obras e mais!

A Rosa e o Florete (2016)

    Filha de um comandante francês e uma nobre austríaca, correndo em suas veias o sangue de duas pátrias, Guilhermina Shufmann D’anjour, depois de perder a mãe na infância, já mostra os traços de uma mulher diferente de todas as outras que compõem a corte que deveria pertencer.

     Porém é quando seu pai é morto em uma missão em nome da coroa e deixa como herança para filha o seu cargo de comando da guarda real que ela terá que provar seu verdadeiro valor diante do rei. Entre duelos de espada e bailes de máscaras no suntuoso palácio de Versalhes e os gritos rebeldes e novos ideais de Paris que sua juventude se moldará diante de grandes mudanças de seu país, então entre dois mundos tão diferentes e que agora se afastam  a cada dia uma decisão deverá ser tomada, de que lado se deve lutar?

     

O povo se arma, e entre os preparativos da revolução ela se descobre mais longe da monarquia do que pensava, acende a chama dos ideais inspirados em Rousseau nos soldados da guarda e desafia o governo, mas além das lutas que trava com seu florete, terá que lutar com seu coração que também foi incendiado por um amor a qual deve confundir seus sentimentos e desafiar seu comando tão firme.

     Entre um governo irresponsável e um povo saturado, entre Versalhes e Paris, entre os sonhos e realidade, a ordem e a revolução, Guilhermina sempre esteve entre dois mundos, entre a rosa e o florete.

  • Spotify - A Rosa e o Florete

*Ouça a playlist inspirada no livro no Spotify! (clic no ícone)

1633121236.png

Coletâneas

Participação em livros com outros autores!

Manipulações Midiáticas em Perspectiva Histórica - Historiografia da mídia (2018)

   Manipulações midiáticas em perspectiva histórica é o resultado do trabalho de diversos pesquisadores de diferentes áreas científicas, tais como Sociologia, Antropologia, História, Psicologia, Comunicação, Jornalismo, Educação etc., apenas para citar algumas. Nosso propósito não é acusar os meios de comunicação e as mídias, porque entendemos como o trabalho desses instrumentos é fundamental para uma sociedade pluralista, democrática e dinâmica. Porém a grande verdade no tempo hipermoderno é: o que é notícia real, imaginária ou falsa? Na mesma proporção em que temos acesso a um número indeterminado de informações, fruto da Revolução Digital, não sabemos quando a informação que nos chega tem o objetivo de informar, instruir ou, o que é nossa preocupação, manipular as pessoas para que elas ajam de maneira explícita, segundo um projeto político específico que está vinculado às mídias, afinal a vasta maioria dos políticos no Brasil é também dona de emissoras de rádio, canais de televisão, sites da Internet e outros meios de comunicação. 

Artigo "Análise do discurso publicitário político na Ditadura Militar presente nas campanhas governamentais do período de 1964 até 1980"

    Esse trabalho tem como objetivo analisar o discurso empregado e a estratégia comunicacional aplicada nas propagandas governamentais transmitidas na mídia televisiva durante a Ditadura Militar no Brasil, nos período de 1964 a 1980. Iremos relatar os fatos históricos, em seguida, as mudanças nas formas de comunicação durante o período citado, para então averiguarmos a ideologia do discurso publicitário do Governo Militar.

1633120437.png

Contos Urbanos - Academia de Letras dos Estudantes do Mackenzie (2021)

    A Academia de Letras dos Estudantes do Mackenzie – ou simplesmente ALEMack – foi fundada em 02 de outubro de 1956, por estudante da Faculdade Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM-SP). Atualmente, após sua refundação em 2015, no modelo da Academia de Letras Francesa, conta com 40 cadeiras, com patronos e patronesses, que podem ser ocupadas por estudantes de qualquer curso de graduação e pós-graduação da universidade.

    O corpo de membros conta com alunos e veteranos (ex-alunos anteriormente membros) previamente selecionados em nosso processo seletivo, interessados em disseminar e prezar o fomento pela língua, a Literatura e atividades literárias nos meios acadêmico e universitário, através de encontros e produções recorrentes dentro e fora da ALEMack.

Conto "Luzes de Cidades" 

    Deus criou as estrelas, intocáveis pelos homens, cintilantes acima de suas cabeças, distantes demais para serem deles. Em contrapartida, o homem, em sua fascinação, as trouxe para Terra em sua visão deturpada. E esses brilhos noturnos palpáveis são chamados de cidades grandes.

    Os amantes da madrugada, mais do que ninguém, sabem que, às vezes, o brilho das megalópoles consegue concorrer com a beleza divina dos céus, pois é um universo único em histórias e vidas.

1633120972.png