Personnalités #10 - Luís XV, de Bem Amado a Odiado

Um órfão bisneto de um rei que foi chamado de Grande, assumiu o trono em um palácio de ouro com apenas 12 anos de idade, e foi aconselhado a sempre inspirar seu governo em Luís XIV, seu antecessor. Luís XV esteve a sombra do Sol durante seu governo, e lembraria disso a todo momento, quando caminhava pelos corredores de Versalhes. Buscou em pouco tempo o mesmo absolutismo que o rei Sol.

 

Por conta dessa grandeza, Luís XV herdou também as dividas de guerras e da construção do palácio, que ainda não haviam sido quitadas. Além disso, aos quinze anos de idade, já sofria pressão de seus conselheiros para arrumar uma esposa. Mas como um adolescente pode pensar e avaliar em uma mulher que lhe seja adequada? o critério para o garoto fora a beleza, que acabou elegendo uma princesa de 22 anos, Marie Leszczynska. O jovem rei se apaixonou por ela e foi feliz com ela por 10 anos e 10 crianças. Depois disso, a rainha se cansou de engravidar constantemente e não dividiu mais o leito com o rei, deixando o rei propenso para arrumar amantes.

 

Luís XV também se tornou famoso por suas amantes, pelas muitas que teve e de coloca-las acima de sua rainha, e as deixando até mesmo com posições de controle sobre ele, como foi o caso da famosa Madame de Pompadour, sua amante mais famosa e sedutora, além de inteligente e bem relacionada. Esses excessos geraram filhos ilegítimos, desconhecidos na história, porém reais nas condições. 

 

Mas como esse rei que aproveitou sua juventude dessa forma poderia ser chamado de bem Amado? Depois de levar a França a guerra, e quase morrer ao ficar doente. em sua "ultima confissão", Luís jura que se não morresse ali, iria se dedicar ao bem estar de seu povo. O rei não morreu naquele momento, e a por conta dessa promessa, recebeu  o apelido de bem Amado, apesar de voltar aos maus hábitos rapidamente. 

 

A popularidade do rei começou a decair pelas dívidas acumuladas da guerra com a Áustria e que depois foram tratadas como nada por um tratado de paz, e sua luxúria que ultrapassou seu caso com Pompadour. Revoltas aconteciam dentro de Versalhes, desde os filhos do rei até os nobres, e o povo em Paris também se indignava, e todos alimentavam boatos destrutivos sobre seu governante. De bem Amado, Luís XV começava a ser odiado.

 

Após uma tentativa de assassinato e a tortura cruel e a condenação impiedosa do homem culpado, Luís, que não havia autorizado atitudes tão cruéis, recebe a fama de um rei irresponsável, o que o deprime e o destrói como monarca. Como se não bastasse, a França perdia seus espaço para os Ingleses quanto ao poder de potência. Ele não consegue alcançar o auge de seu antecessor.

 

Luís começa a perder pessoas que lhe eram queridas, como sua amante preferida, sua rainha e seu herdeiro. Ele se deprime com a situação, mas se recupera ao arrumar uma nova amante, madame du Barry, que lhe trouxe alguma animação novamente, porém recuperou os escândalos na corte quanto a vida do rei, lhe fazendo por fim perder sua dignidade, o que era essencial para um rei ser respeitado.

 

Luís XV já não tinha a moral, o respeito ou qualquer outra qualidade que era exigida para um monarca. Ele havia sido derrotado por sua própria forma de viver. Em maio de 1774, o rei Luís XV morre de varíola. Sua morte não faz diferença para a corte, e seu predecessor seria deixado para governar um país em estado de revolução.

 

 

 

 

Please reload

Categorias

Please reload

Útimos posts

Please reload

Arquivo

Please reload