Vous Saviez? - Romance Histórico

A literatura possui várias categorias para classificar as tantas (milhões) de obras escritas, para que o leitor tenha maior facilidade para escolher aquela que corresponda ao seu gênero favorito.

 

E entre essas categorias (ação, ficção, suspense, terror...) temos o Romance, e que muitas vezes é interpretado de forma equivocada. Esse gênero não se trata especificamente de histórias românticas, com casais apaixonados. Um romance é toda a obra de cunho narrativo, e que é caracterizado por conter uma minúcia descritiva e tratar de problemas sociais, portanto, sua nominação não é derivada de sentimentos dos personagens, mas sim da época em que teve surgimento, durante o Romantismo. Mesmo nas outras fases literárias, como realismo e na modernidade, a categoria se manteve, por conta das suas características únicas que o tornam o que é. 

 

 

 

E dentro do Romance, existem sub-categorias, tais como, romance de cavalaria, romance policial, romance por cartas, etc, e o romance histórico, que é frequentemente confundido com o Romance de época. Entretanto, a diferença entre eles é bem visível quando se busca entender.

 

O Romance de época, é um livro contemporâneo em que a narrativa se passa antigamente, e o autor pode definir ou não a data especifica, entretanto o foco não é o momento histórico, mas sim a cultura, a forma de vida, os costumes que a sociedade vivia naquele período, e normalmente, esses pontos tendem a ter uma forte influência nos acontecimentos que acontecerão aos personagens principais.

 

Já o Romance histórico preza em primeiro lugar pela história real. A narrativa trabalha em cima de fatos históricos de um acontecimento real (uma guerra, uma revolução) e pode conter personagens históricos reais (Luís XVI, Napoleão, Maria Antonieta), combinados com personagem (ns) fictício (s) ambientado nesse momento. Resumindo, é a história para contar a História. A pesquisa bem feita pesa muito na produção de um romance histórico e é o que torna a obra primorosa, o cuidado que o autor teve com a combinação entre a realidade e a sua imaginação combinadas.

 

 

 

"A Rosa e o florete" se encaixa na categoria de Romance Histórico, por trabalhar com a realidade da Revolução Francesa, combinando seus principais momentos e personagens com Guilhermina, e através de sua história, a narrativa histórica é feita, além das notas históricas que ajudam o leitor a se entrosar com a parte real dos acontecimentos.

 

Portanto um Romance histórico, além de literatura, também é uma aula de história! Uma combinação perfeita de conhecimento.

 

 

Fonte: https://www.facebook.com/romanceshistoricos    (Mara Sop)

 

 

Please reload

Categorias

Please reload

Útimos posts

Please reload

Arquivo

Please reload