Francofocine - "Um Pouco de Caos"

FICHA TÉCNICA:

UM POUCO DE CAOS (One Little Caos)

Nacionalidade: Reino Unido

Direção: Alan Rickman

Gênero: Romance histórico

Lançamento: 2015

Elenco: Kate Winslet, Matthias Schoenaerts, Alan Rickman

 

 

 

 

"Todas as rosas estão sujeitas a intempéries, majestade.Elas germinam, florescem e murcham. As rosas crescem totalmente alheias a isso, mudando naturalmente de um estado ao outro; e embora as intempéries possam tratá-las com crueldade, ela não sabe de nada disso, e prossegue até seu fim despercebida de sua beleza."

 

 

Paris, 1682, as construções do magnífico palácio de Versalhes estão sendo cuidadosamente acompanhadas por Luís XIV, que busca a perfeição e a representação da glória francesa no local que será a moradia, não só do rei, mas de toda a corte parisiense. 

 

Por isso, os grandes mestres franceses foram chamados para elaborar e recriar a visão de sua majestade, e entre eles, está o arquiteto André Le Notre, escolhido para projetar os jardins de Versalhes. Para auxilia-lo, ele escolhe Sabine de Barra, que com seu estilo arrojado, mostra sua capacidade em construir o Bosquet des Rocailles.

 

 A beleza pode ser somente algo simples, leve? E o amor, pode ser sincero, e de fato superar, não só o que as pessoas pensam, mas também feridas e situações vividas?

As respostas são o que tornam a história cativante.

 

A enredo é apaixonante! Sabine, apesar de não ser nobre, conquista seu espaço na corte da Versalhes por ser "ninguém entre aqueles que são alguém", sua simplicidade surpreende a nobreza. Mas mais que isso, histórias de amor, de superação e de conquista são contadas nesse maravilhoso ambiente, e tudo com um toque delicado, porém forte ao mesmo tempo.

 

A fotografia do filme é maravilhosa! A forma como luz e sombra são trabalhadas, as cores, os tons compõe a trama como uma obra de arte da época, e claro, os cenários reais (Fointainebleau, D'orsay, Versalhes, jardins do palácio, etc), dão o toque final ao trabalho de Alan Rickman, que dirigiu e atuou no filme. Para quem gosta do ator, é uma excelente amostra de sua excelência, além de ser um dos seus últimos trabalhos.

 

Para corações dispostos a se arriscar a um romance artístico, também coloco a seguinte questão: um filme pode te conquistar pela naturalidade e singeleza? Assista e responda por si mesmo.

 

 

 

 

Please reload

Categorias

Please reload

Útimos posts

Please reload

Arquivo

Please reload