Diário da Autora #3

Finalizei o livro no final de 2013, se não me engano em novembro (posso me enganar nesse caso). Revisei a história para ver ser eu não queria colocar algo a mais, e tudo parecia me satisfazer.

Legal! Viva! Havia terminado! Cumprido com meu dever! Mas e agora? Eu tinha que proteger aquela história! E se alguém roubasse! Se alguém me plagiasse! Ou se eu fosse hackeada!

(Eu sou muito neurótica, sim, e muito ansiosa também, quando junta as duas coisas, sai de perto, que pareço uma descontrolada! E sim, isso é sério!)

 

Por sorte tenho meus pais! Abençoados sejam! Que me aturam e me acalmam diariamente e evitam que faça grandes bobagens.

 

Pesquisamos na internet o que deveria ser feito para proteger a obra, e então descobrimos que era preciso registrar na biblioteca nacional (o que fiz antes de qualquer outra coisa) , órgão nacional para registros e patentes de obras, músicas, etc e que garante os direitos do autor sobre seu trabalho.

 

 

Era preciso levar o original impresso até um posto da biblioteca nacional, com o comprovante de pagamento da taxa e um comprovante de residência, ou enviar tudo isso pelo correio. Escolhi o correio? Pf! Claro que nunca! Não confio nem em mim, quem dirá no correio! Fui até o Largo do Arouche em São Paulo para levar tudo isso e recebi um comprovante que prova que levei meu livro e tal! Quanto mais documentação melhor (as vezes me pergunto se não deveria ter feito direito, minha mãe teria ficado orgulhosa!). 

 

Enfim, em dois meses (isso é, em 2014) chegou meu registro em casa! Ai que alegria! Agora estava tudo bem! Me sentia mais segura!

 

Então meu pai, que é tão ansioso quanto eu, imprimiu alguns exemplares piloto (12) - foi tipo uma "versão da autora" -  para que eu distribuísse estrategicamente para algumas pessoas. Fiz isso como um gato faz para tomar banho, de forma feliz e natural (sqn).

 

 

Porém de tanto ouvir que não corria risco nenhum e que agora eu deveria fazer isso para divulgar meu trabalho e conseguir uma editora, eu acabei distribuindo para alguns professores amigos de confiança, para uma amiga do colégio, e outros amigos pessoais (que tenho certeza que guardaram com carinho esse exemplar) , e tenho registro de quem foi e quando foi, pois queria saber depois de um feedback e guardar a informação. Foram meus leitores beta, e que me ajudaram com sua opinião sobre a leitura.

 

Graças a uma outra professora maravilhosa do Mackenzie, meu livro foi parar na coordenação do curso, que enviou um exemplar que emprestei para a editora Mackenzie que, apesar de não poder publica-lo (por ser apenas de linha acadêmica), me deu uma carta de recomendação.

 

Mas agora eu esperava um final feliz para o meu livro, que eu tivesse a chance de publica-lo e dizer "missão cumprida". Não desisti, e também não me deixaram desistir!

 

Recebi muito apoio dos meus professores do Mackenzie nessa fase, alguns mais em especial, porém todos que sabiam desse meu projeto foram grandes parceiros, e ao meu pai que se esforçou em me convencer a divulgar meu livro.  É  para eles que dedico esse Post.

 

 

 

 

 

Please reload

Categorias

Please reload

Útimos posts

Please reload

Arquivo

Please reload