• RF

Uma boa pesquisa para o Romance Histórico!

Atualizado: Set 8

Hoje, enquanto contino a saga de escrita na quarentena, me lembrei de algo que já se tornou parte a minha rotina desde o primeiro livro: A importância da pesquisa histórica neste gênero de romance.


Quando comecei a escrever "A Rosa e o Florete", meu nível de profundidade de pesquisa era bem raso (pudera, tinha apenas 16 anos quando entrei nessa brincadeira), e descobri que Wikipedia não é fonte bibliográfica. Precisei mergulhar fundo, ler muito mais que um livro para comparar o assunto, ir além de dados acadêmicos, e também apreciar as obras literárias da época para aprender com o estilo de escrita, além das questões culturais, sociais e até mesmo de moda, que também usei de filmes, documentários e séries para visualizar e depois descrever o imagético para o leitor. Fui aprender francês para facilitar essa busca direto da fonte, como documentos da época disponíveis na biblioteca nacional da França. Foi um trabalho árduo de um ano e meio.


Apesar de cansativo, também me divertia muito, pois aprendia coisas que nunca imaginava, e queria que quem viesse a ler, igualmente tivesse um conhecimento agregado sobre a História, somado ao enredo. Usei da minha própria experiência como leitora para ajudar qualquer público na compreensão do momento, e utilizei de notas história entre os capítulos. Muitos comentam, quando vem me contar sua experiência durante a leitura, o quanto essa inserção os ajudou!


Também descobri uma França nunca apresentada a mim, e que me apaixonei por ter ido fundo em sua essência. Nunca vou esquecer o dia que pisei em Versalhes e vi que tudo o que pesquisei e escrevi era exatamente como como passei para o livro. Uma lágrima escorreu nesse dia.


Também me felicito quando alguém vem me dizer que viajaram para Paris através do meu livro, que se viram nos bailes e na Revolução, porque isso quer dizer que minha pesquisa valeu a pena, ao ponto de ser tão descritiva e acertiva que guia o leitor em sua imaginação, além de os ensinarem coisas a mais e inéditas sobre o período.


Por isso não me importo de demorar em escrever. Ver os resultados do cuidado com uma boa pesquisa, mostra que vale a pena dedicar o tempo necessário à tarefa!


Aos autores que querem embarcar no gênero de romance histórico lembrem-se disso: Não tenha pressa em aprimorar sua pesquisa e escrita. Vá atrás dos minimos detalhes, e seu livro será uma máquina do tempo nas mãos dos seus leitores, com emoções completas!




4 visualizações
0