• RF

(Des)Organização de idéias...

Estão vendo esses papeis avulsos, e também o caderninho? Pois é... como escritora, eu tenho o meu lado um pouco desorganizado também rsrs Quando comecei a escrever "A Rosa e o Florete", senti a necessidade de organizar as ideias e linha cronológica, informações históricas e fictícias da minha história, para manter a continuidade correta e também usar tudo o que fossse possível encaixar no enredo. E anotava tudo em folhas avulsas, e ia guardando elas para ir usando no decorrer do processo de escrita.


Nessas folhinhas eu coloquei possíveis nomes de personagens, contas de datas (sou de humanas né, acontece), perfil dos personagens principais, locais, desenhos e rascunhos, um breve resumo do começo-meio-fim da narrativa para saber como eu queria que acabasse... No primeiro livro, "A Rosa e o Florete", visivelmente eu não sabia organizar essa papelada toda hahaah realmente são só folhas soltas (que depois grampeeei como recordação desta fase).


Já no segundo livro (ainda sem nome ou qualquer informação especificada, exceto que é um romance histórico na Revolução Russa), já preparei melhor esse material (tudo bem, comecei tal qual o primeiro, com as folhas de caderno para anotar o perfil do personagens principais), usando um caderninho que tinha sem utilidade em casa, e organizei essas anotações com mais sentido, ordem de acontecimentos, etc.


A principal função dessas anotações para mim também é que escrevo muito de madrugada (não tanto hoje em dia, mas...), e ai eu tenho as melhores ideias quando o sono já tá grande demais para desenvolvê-las. Então é também neste caderno que anoto essas idéias para depois aplicá-las na manhã seguinte de forma desejada hehehe (não queiram saber como é minha escrita com sono... fica deplorável).


E esse caderninho já tá acumulando informações de pelo menos mais 2 projetos em continuidade (sem contar o livro da Rev. Russa). E essas informações estão misturadas? Não, porque eu separei a parte de cada uma rsrs. Enfim, esse post é para contar um pouco do meu lado escritora, que não é nada exagerado, mas extremamente prático. Usem caderninhos e folhas de anotações, crianças! Fica a dica da autora!



3 visualizações
0