Le livre (o livro)    "A Rosa e o Florete"

Filha de um comandante francês e uma nobre austríaca, correndo em suas veias o sangue de duas pátrias, Guilhermina Shufmann D’anjour, depois de perder a mãe na infância, já mostra os traços de uma mulher diferente de todas as outras que compõem a corte que deveria pertencer.

Porém é quando seu pai é morto em uma missão em nome da coroa e deixa como herança para filha o seu cargo de comando da guarda real que ela terá que provar seu verdadeiro valor diante do rei. Entre duelos de espada e bailes de máscaras no suntuoso palácio de Versalhes e os gritos rebeldes e novos ideais de Paris que sua juventude se moldará diante de grandes mudanças de seu país, então entre dois mundos tão diferentes e que agora se afastam  a cada dia uma decisão deverá ser tomada, de que lado se deve lutar?

O povo se arma, e entre os preparativos da revolução ela se descobre mais longe da monarquia do que pensava, acende a chama dos ideais inspirados em Rousseau nos soldados da guarda e desafia o governo, mas além das lutas que trava com seu florete, terá que lutar com seu coração que também foi incendiado por um amor a qual deve confundir seus sentimentos e desafiar seu comando tão firme.

Entre um governo irresponsável e um povo saturado, entre Versalhes e Paris, entre os sonhos e realidade, a ordem e a revolução, Guilhermina sempre esteve entre dois mundos, entre a rosa e o florete.

  • Facebook

Acompanhe no Face!

0